Blog de Samuel Filho

ESTAÇÃO MEMÓRIA ( CONTINUAÇÃO )

Posted on: 23 de maio de 2011


Era sábado. Estávamos preparando  a igreja  para a missa dominical. Uma pessoa me chamou  para dizer  que meu  irmão Valdir, por parte de pai , caíra do muro que dava para os fundos do templo de Nossa Senhora de Santana, padroeira da cidade. Valdir era epilético, naquele tempo uma doença incurável  contraída pelas crianças, hoje evitada com vacina contra a poliomielite. Aleijado,  Valdir caminhava apoiando –se na perna direita. Da cintura para cima tinha um tórax avantajado e de braços fortes.

Ali, caído, pensei que estivera  sofrido mais um ataque epilético , mas encontrava-se  morto. Ainda hoje,  não sabemos a causa da morte. Desconheço se, na década de 50, era expedido  óbito, porque não havia médico ainda em Buriti.

No velório, num caixão azul, Valdir dormia, sem ferimentos no corpo. Uma pessoa até pegou nos cabelos dele para saber se  ainda estava vivo. Cadáver mesmo.  Mamãe chorou, tinha muito carinho por ele, apesar de ser apenas enteado. Tristes, eu e Antonice fomos ao grupo escolar  para cantar o hino nacional.

Levado pelas alças do caixão, o sino tocando o dobrado de finados,  cortejo fúnebre de pouca gente,  chegamos ao cemitério, localizado quase no fim da cidade, próximo ao campo de futebol e à zona alegre da cidade. Papai desceu à cova para segurar o esquife, firmado em cordas por outros homens ao alto. Quando jogaram as primeiras pás de barro, seu Samuel chorou e silenciou. Naquele dia, eu e minha irmã, colegiais fardados, sentimos em nosso coração de crianças  , talvez,  a mais profunda tristeza da morte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Meu Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: