Blog de Samuel Filho

A VÃ FILOSOFIA DE PONDÉ

Posted on: 11 de agosto de 2016


Luiz-Felipe-Pondé-acsmce

O genial teórico Italiano Antonio Gramsci disserta com muita lucidez e profundidade que todos nós somos filósofos. E até nos lembramos agora de um provérbio diz . : “ O Poeta nasce … ” No livro CONCEPÇÃO DIALÉTICA DA HISTÓRIA, ele diz que a filosofia não está encarcerada nas instituições acadêmicas

Igualmente a outros filósofos idealistas dos tempos de Gramsci, o filósofo Luiz Felipe Pondé repete as mesmas argumentações dos que olham a existência humana e os fenômenos sociais como se fossem “ sexo dos anjos  ”. Costumo acompanhar Pondé através do Jornal da TV Cultura de São Paulo, no qual faz comentários políticos que nos deixam surpreendidos com sua retorica filosófica despida de substância objetiva. Não questionamos que ele não seja um bom  professor de filosofia que privilegia o subjetivismo.

Recentemente, em uma entrevista no Programa RODA VIVA, o pós doutor sintetizou sua visão de mundo. Seus argumentos são os mesmos. Nada muda. Repetitivamente ele está sempre achando .. : eu acho, eu acho, eu acho ; eu não acredito, eu não acredito. O filósofo não muda nem o vocabulário discursivo.

Destaquei, aqui, um questionamento que ele faz, e que me despertou interesse particularmente. Sobre o Papa Francisco, ele diz que só faz marketing. Pondé revela pouco conhecimento das ações do Pontífice  que vem transformando e modernizando a Igreja Católica. Pondé não sabe ou fingi não saber que logo no início do pontificado, Francisco enfrentou a corrupta Cúria Romana, um covil de lobos vestidos de cordeiros com a cruz de Cristo. Trata-se de um feito relevante de limpeza ética no coração do catolicismo. Francisco, meu caro Pondé, já escreveu encíclicas sobre a destruição ecológica do planeta terra e outros temas. Francisco tem dinamizado as jornadas mundiais da juventude. E sua concepção sobre temas como homofobia, santidade e injustiça sociais são revolucionárias para o século XXI.

Mas, Pondé, como filósofo que só faz interpretar o mundo e não acredita na transformação dele pela Teologia da Libertação e outras formas como os cientistas vem fazendo desde o século passado com a Revolução Científica e Tecnológica que continua nos transformando . É estranho que um filósofo diga que não acredita na transformação da sociedade. É muito subjetivismo e pouca objetividade. Me desculpe pós doutor Luiz Felipe Pondé.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Meu Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: